A EXPERINCIA DO TRABALHO: AS PRTICAS DA PASTORAL OPERRIA EM CURITIBA (1965-1999)
Maria de Lourdes Tomio Stein

Resumo

A Pastoral Operria surgiu com uma atuao diferenciada das outras pastorais que tinham como foco principal a ao evangelizadora, enquanto nesta, as manifestaes religiosas foram substitudas por uma militncia poltica, devido ao contexto poltico dos anos 70/80. Assim, sob a tica da Doutrina Social da Igreja, averigua-se quais os elementos que fundamentaram as prticas desta pastoral, reconstruindo sua trajetria referente soluo das questes sociais vinculadas ao mundo do trabalho, alm de identificar suas propostas para o trabalhador operrio urbano industrial catlico, destacando-se a experincia em Curitiba. Tambm se procurou perceber como se d a transio entre o discurso oficial da Igreja Catlica e sua prtica atravs da Pastoral Operria. O recorte temporal (1965-1999) que delimita este estudo o Conclio Vaticano II (1965), considerado o marco divisor entre o discurso de uma Igreja sacramental, voltado prioritariamente para as classes dominantes, e uma Igreja cujo discurso ser direcionado para os pobres e oprimidos, valorizando a libertao das classes subalternas. O estudo prossegue at o final da dcada de noventa, acompanhando a evoluo da sociedade e do mundo do trabalho e como essa dinmica se processa na pastoral, percebendo-se as novas configuraes que se processam em seu interior neste perodo. Tambm h de se considerar, especificamente no Brasil, o movimento de 1964, em funo do caminho percorrido pelos governos militares que assumiram o poder. A Igreja Catlica, por sua vez, sob liderana da CNBB, optou por se afastar do Estado articulando-se aos movimentos sociais e garantindo espao para a manifestao das lutas da sociedade civil, com parte do clero se identificando com a luta dos operrios e o mundo do trabalho. Outros fatores que contriburam para a delimitao temporal foram as Conferncias de Medelln (1968), Puebla (1979) e Santo Domingo (1992) e os rumos da Igreja Latino-Americana a partir dessas reunies. Discute-se a renovao pastoral da Igreja Catlica, o surgimento da Teologia da Libertao, o discurso da concrdia na Doutrina Social da Igreja versus a opo classista da Pastoral Operria. A partir de 1990, ocorreu uma mudana no perfil dos militantes, reduziu-se o quadro de operrio urbano industrial catlico, ampliando-se para outras categorias profissionais, alguns sendo catlicos e outros que se consideram ateus ou de outras religies. Houve uma mudana de rumo, fortalecendo a dimenso de f, espiritualidade do trabalho e da mstica que alimenta a militncia. Procurou-se perceber de que maneira a questo da f se liga conscientizao poltica e de que forma as relaes presentes no mundo do trabalho so percebidas.

Palavras-chave: Trabalho, Doutrina Social da Igreja Catlica e Pastoral Operria


Texto Completo: PDF
Revista Eletrnica Teses e Dissertaes Unibrasil